sábado, 6 de junho de 2009

Aniversário da Base Aérea 3




A BASE AÉREA Nº. 3 FAZIA, ESTE ANO, 88 ANOS!
PARABENS!?!?
O Ju-52 foi um ex-libris da BA3
- Quando chegar o próximo dia 27 de Outubro, deveria comemora-se o 88º. aniversário da 1ª. aterragem, na Esquadrilha Mista de Treino e Depósito - que foi uma predecessora da Base Aérea nº. 3 - sediada no Polígono de Tancos, dos dois aviões Caudron G-3, pilotados pelos Capitães Ribeiro da Fonseca e Luis Gonzaga.
- No pretérito dia 01 de Janeiro de 1994 passaram-se 15 anos sobre o encerramento daquela que foi uma das mais importantes Unidades da Aeronáutica Militar, onde funcionou a Esquadrilha nº. 1 de Caça, tendo adoptado como símbolo o GALGO, que viria a perdurar até ao seu encerramento.
- Enquanto Grupo Independente de Aviação de Protecção e Combate - ou Grupo de Caça, como era designado - teve a honra de ter como seu Comandante o então Major Piloto Aviador Francisco Higino Craveiro Lopes. Manteve ainda este Oficial no seu comando quando passou a ser designada como Base Aérea de Tancos (01 de Janeiro de 1939) e, posteriormente (30 de Outubro de 1939), como Base Aérea nº. 3.
- Caso não houvesse sido desactivada como Unidade da Força Aérea, a designação de BA3 perduraria 70 anos efectivos... feitos com esforço, dedicação, abnegação, coragem, sentido de missão, doação total, confiança no porvir, lealdade... e tudo o mais que se poderia dizer quanto ao carácter adquirido honrando o signo do Galgo e a divisa "RES NON VERBA"!
- E não podem ser suscitadas dúvidas de que a Base Aérea nº. 3 cumpriu para além do dever em prol da Força Aérea e soube honrar o nome de Portugal nos 55 anos em que manteve tal designação... mau grado os detratores que usam a maldicência para justificar o injustificável, que foi a sua entrega ao Exército.
- Sabemos que ainda ninguém contestou a afirmação de que cada País valerá, em questões de defesa, pela Força Aérea que possa ter como força constituída... mas uma Força Aérea apenas valerá pela capacidade de execução das missões que as suas Unidades possam ter... e a Base Aérea nº. 3, indubitávelmente, foi um baluarte na defesa da Pátria.

Sem comentários: