quarta-feira, 30 de junho de 2010

Passagem baixa...

Avião Junker´ JU52
*
Ao longo dos muitos anos em que o Galgo foi a imagem de marca de uma Unidade que honrou a Aeronáutica Militar em Portugal, muitas histórias aconteceram dentro dos seus muros, umas com características humoristicas, outras configurando situações dramáticas, mas que serviram, certamente, para cimentar o espírito de unidade que se via patenteado entre todos os que na Base Aérea 3 tiveram a honra de servir.
Houve Comandantes para todos os gostos, sendo que uns tinham uma maneira de sentir a missão que lhes cabia como líderes dos Homens que lhes estavam confiados, outros teriam outra, uns seriam dados à disciplina férrea, outros à consentida... mas todos, sem excepção, foram importantes para que fosse possível levar a Base a cumprir com excelência as missões que lhe eram confiadas.
Desde sempre a Aeronáutica marcou as mentalidades das populações vizinhas da Unidade, que começou por ser o local onde os "Aerosteiros" do Exército preparavam o lançamento dos seus balões de ar quente, para depois, lenta mas progressivamente, se ir tornando numa Base Aérea de referência, depois que dois aviões Caudron G-3, pilotados pelo Capitão Ribeiro da Fonseca - que veio a ser 1º. Comandante da Unidade - e pelo Capitão Luis Gonzaga, efectuaram a aterragem na Esquadrilha Mista de Treino e Depósito, no Polígono de Tancos, em 27 de Outubro de 1921.
Em 1926, com a implementação da Esquadrilha nº. 1 de Caça, passou a usar o Galgo como símbolo, uma vez que este é o animal mais representativo da missão que à Esquadrilha foi cometida a partir de então.
Ao longo dos anos, foram operados na Base Aérea 3 vários tipos de aeronave:
- CAUDRON e MARTINSYDE em 1921/22; MORANE-SAULNIER e AVRO-ARDISCO em 1927/28; HANKER FURY em 1933; VIKER, POTEZ e WAWKERHIND em 1937; GLADIATOR em 1939; CUNTIN MOHAWK em 1944, SPITFIRE E HURRICANE em 1947, THUNDERBOLT em 1952; CUB, MAGISTER, OXFORD e JU-52 em 1955; T-33 em 1958; DORNIER (DO-27) e HELICÓPTEROS ALOUETTE ll e ALOUETTE lll em 1964/65; T-6, NORD-ATLAS e HELICÓPTEROS SA-330 (PUMA) em 1965/70; a partir de 1974 a Base operou ALOUETTE lll, CASA 212 (AVIOCAR) e CESSNA FTB-337G.
Em 9 de Setembro de 1923, foi inaugurado o primeiro Hangar.
Em 1933, chegaram os primeiros aviões de caça da aviação Portuguesa: 3 FURY.
Em 1 de Dezembro de 1937, recebeu o primeiro Estandarte Nacional, que foi uma gentil oferta de um grupo de senhoras de Abrantes.

Sem comentários: